Comunicado de Imprensa

A Rede Integrada de Ambulâncias (RIA) celebra o seu primeiro aniversário

17 junho 2022

Celebrando a vida dos melhor salva-vidas que existe no mundo!

No dia 11 de Junho, teve lugar uma cerimónia para celebrar o primeiro aniversário da RIA. Lançada precisamente há um ano, a inauguração da RIA deu início a um processo para que todos os cidadãos guineenses tenham acesso a um transporte para emergências médicas com o objetivo de serem transferidos para os hospitais e entre os hospitais de forma segura.

O aniversário contou com a presença do Representante da OMS, Dr. Jean-Marie Kipela, do Alto-Comissário para a COVID-19, Dr. Tumane Baldé, do Coordenador da RIA, Dr. Ângelo Soares de Carvalho Júnior, delegados regionais de saúde e gestores regionais da RIA, assim como técnicos do PNUD, da OMS, do Alto-Comissariado para a COVID-19 e da RIA.

No inicio do evento, Dr. Plácido Cardoso, Secretário-Geral do Alto-Comissariado, falou dos antecedentes da RIA. Abordou todo o apoio da OMS, nomeadamente a mobilização de recursos para a adquisição das 15 ambulâncias (sete delas financiadas pelo Banco Mundial, duas pela União Europeia, e seis pelo Banco Islâmico de Desenvolvimento), o seminário para avaliar o sistema de emergências médica (ESCA) ou ainda as diferentes capacitações realizadas pelos nossos técnicos, por exemplo em Cuidados Básicos de Emergência e os desafios prioritários

O Representante da OMS, Dr. Jean-Marie Kipela, no seu discursou declarou que “com a RIA queremos evitar que uma mulher grávida, com complicações no parto, use um transporte inseguro como um sete-place, arriscando assim a sua vida e a do bebé”. Sublinhou ainda que com a RIA “queremos igualmente assegurar que um doente crítico suspeito de COVID-19 em Gabú, possa ser transportado com segurança e com medidas de Prevenção e Controle de Infecções (PCI) para Bissau”.

Por seu lado, o Dr. Tumane Baldé, Alto-Comissário para a COVID-19, desejou que “juntos celebremos muitos aniversários da RIA”, afirmou que “A RIA nasceu para contribuir para a melhoria da saúde pública da Guiné-Bissau”.  Apelou ainda aos parceiros para “apoiar esta estructura, para que esta possa melhorar o seu funcionamento”.

Respondendo ao apelo do Alto-comissário, a OMS procedeu posteriormente a entrega de 5.000 pósteres, para serem distribuídos pelos centros de saúde, mercados, igrejas, mesquitas entre outros lugares públicos. O objetivo é que todos os guineenses, independentemente de onde vivem, saibam que tem a sua disposição um serviço de transporte de qualidade, que está pronto a acudi-los em qualquer situação de emergência.

A intervenção do Porta voz dos delegados regionais de saúde, realçou o grande apoio que a RIA tem vindo a dar desde a sua criação para a redução da mortalidade no seu todo, enfatizando sobre a necessidade de extender o serviço pre-hospitalar nas regiões e aumentar a quantidade das ambulâncias.

Foi discutido a situação da não regularização dos incentivos aos prestadores de serviço na RIA e na necessidade de melhoria de condições de trabalho (infraestrutura) que está a causar  desmotivação do pessoal.

O evento contou ainda com a apresentação de um filme, elaborado pela OMS, narrando a história da RIA (disponível aqui), assim como uma simulação de atendimento pela equipa da RIA. A cerimónia terminou com um debate sobre como melhorar o funcionamento da RIA. Nesta troca de ideias, o Representante da OMS, disse que está a mobilizar fundos para adquirir barcos-ambulâncias, para que os cidadãos das zonas sanitárias de Bolama e Bijagós tenham também acesso a um serviço de emergência. Sugeriu, a todas equipas a fazerem uma autoavaliação após cada transporte de pacientes, para ver os aspetos que podem ser melhorados. Por último, sublinhou a importância dos dados e de estes estarem organizados e inseridos numa base, para a futura análise e tomada de decisões.

Miguel Almeida

Miguel Almeida

OMS
Responsável de Comunicação
O Sr. Miguel Almeida, tem mais de 5 anos de experiência no sector da comunicação, incluindo experiência de trabalho em agências das Nações Unidas (Organização Mundial da Saúde), União Europeia (Parlamento Europeu), Sector Privado (DT Global, ex-AECOM International Development), bem como perito de comunicação em projectos financiados pela União Europeia em África.

O Sr. Almeida, é fluente em inglês, francês e espanhol, além de português (língua materna) e é licenciado em Jornalismo e é titular de um Mestrado em Relações Internacionais.

Actualmente trabalha como Responsável de Comunicação no escritório da Organização Mundial da Saúde na Guiné-Bissau.

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade

PNUD
Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento
OMS
Organização Mundial da Saúde

Objetivos que apoiamos através desta iniciativa